Consumidora encontra pedido de socorro em encomenda

A advogada comprou uma blusa por meio de um site chinês e com a mercadoria chegou um bilhete de uma trabalhador que dizia ser escravo e pedia socorro.