Médicos recebem treinamento para atender baleados

O ambiente de guerra não está apenas nas ruas. Se reflete também nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento 24 horas do Rio de Janeiro). Cada vez mais os médicos de plantão nestas unidades estão atendendo pessoas atingidas por tiros de fuzil, se tornaram médicos de guerra. Além disso, as equipes estão passando por um tratamento diferenciado. 

  • Espalhe por aí:

Últimos vídeos

Todos os vídeos
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!
Access log
Access log