Estádio Edson Passos pode estar entre os alvarás expedidos ilegalmente por Bombeiros

O comandante-geral do Corpo de Bombeiros pediu exoneração do cargo após operação que prendeu 34 pessoas, sendo 32 bombeiros, a maioria oficiais. A investigação apura a participação de membros do Corpo de Bombeiros em uma organização criminosa que fazia a venda ilegal de documentos para funcionamento de estabelecimentos comerciais. O valor da corrupção variava entre R$ 750 a R$ 30.000. Entre os alvarás expedidos de maneira irregular, estão os que autorizaram os jogos do Fluminense no estádio Edson Passos, em Mesquita, que pertence ao América Football Club. O Flu afirma que jamais se valeu de práticas ilegais. Também em nota, o América disse que não tem nenhuma responsabilidade sobre os fatos levantados. 

  • Espalhe por aí:

Últimos vídeos

Todos os vídeos
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
Video_box_small.ico
X
Enviar por e-mail
(todos os campos marcados com * são obrigatórios)
Preencha os campos corretamente.
Mensagem enviada com sucesso!
Access log
Access log